Planejamento operacional: o que é, importância e como fazer!

Compartir en whatsapp
Compartir en facebook
Compartir en linkedin
Compartir en twitter
Compartir en email
planejamento operacional

O planejamento operacional é fundamental para o bom andamento de um negócio. Com ele, tudo flui com eficiência, permitindo que os gestores movam ideias do campo das estratégias para a prática.

Entretanto, muitos gestores ainda negligenciam esse relevante processo. Isso porque, apesar de extremamente importante, o planificación estratégica precisa de outros recursos e estratégias para ser executado.

Ou seja, tão importante quanto a estratégia é a operação. Diante do exposto, preparamos este texto para te ajudar a entender o que é planejamento operacional e qual a sua importância nos negócios. Boa leitura!

O que é planejamento operacional? 

Planejamento operacional, também conhecido como plano de trabalho, é um desdobramento do planejamento estratégico, que lida com o fluxo de trabalho diário. Ou seja, é ele o responsável por transformar metas e objetivos da estratégia em tarefas reduzidas e executáveis.

planejamento operacional

O planejamento operacional, por ser mais prático, trabalha com os processos internos do negócio e com os recursos. Eles podem ser financeiros ou humanos, por exemplo.

Sendo assim, a parte operacional é feita, geralmente, por diversos profissionais de uma parte da organização. Contudo, ela necessita de aprovação do gestor do departamento responsável.

Qual a importância do planejamento operacional?

Com o planejamento operacional, uma empresa é capaz de fazer com que seus objetivos se tornem um fluxo laboral palpável. Por isso, é comum que ele seja feito de forma prévia.

Por exemplo, suponhamos que estipulamos metas e objetivos para o negócio em uma janela de dois anos. A partir de estratégias bem definidas, é o momento de elaborar o plano operacional que permitirá transformá-las em realidade.

Uma grande vantagem do planejamento operacional é que ele possibilita enxergarmos potenciais barreiras e gargalos. Isto é, problemas que impedem a melhoria contínua dos processos internos de um negócio.

Com base nisso, é possível identificar os pontos de otimização que podem ser aplicados para o cumprimento de metas estipuladas.

Então, acredite! O planejamento operacional é a ação que fará total diferença para que um planejamento estratégico tenha êxito.

Planejamento operacional x Planejamento estratégico: qual a diferença?

Existem algumas diferenças entre esses dois conceitos. A seguir, elencamos quais são eles.

Foco

O planejamento estratégico é realizado para um negócio como um todo. Ou seja, são esforços de cada setor que permitirão que as metas sejam alcançadas.

O planejamento operacional é feito por um departamento. Ou seja, o que cada área vai fazer para contribuir para o planejamento estratégico daquele ano.

Tempo

A estratégia é focada em 3 a 5 anos de planejamento, ao passo que a operação é realizada anualmente. Lembrando que o planejamento estratégico visa descrever a missão e visão de uma empresa.

Liderança

Pela diferença em seus conceitos, a liderança estratégica envolve cargos mais altos da empresa. Na liderança operacional, geralmente é ocupada pelos gestores de departamentos.

Orçamento

Os gastos para realização do planejamento estratégico são retirados do orçamento estratégico. Já os custos do planejamento operacional vem do orçamento destinado aos departamentos da organização.

Como fazer um planejamento operacional eficiente?

O primeiro passo para criar o planejamento operacional é ter um planejamento estratégico bem elaborado. A partir disso, você deve abordar alguns pontos para que essa operação seja efetiva. Saiba mais a seguir!

planejamento operacional

Recursos humanos

Quem é o responsável e quem vai trabalhar em cada projeto? Quais são as especificidades para que seja possível concluí-lo com sucesso? Essas são algumas perguntas que devem ser feitas para analisar esse ponto.

Recursos financeiros

Qual o montante necessário para implementação dos projetos? De qual lugar sairá esses valores? Este é mais um ponto importante, visto que estamos lidando com ações que exigem investimentos.

Recursos de tempo

Aqui será preciso saber a estimativa de tempo para colocar o projeto em prática e quais são as datas de início e término. Após isso, você deve descrever como será realizado no tempo certo.

Indicadores de performance

Nesse quesito, indaga-se: como mensurar o sucesso do projeto? O que precisa ser alcançado? Para isso, fazer a gestão baseada em OKR’s pode ser uma saída plausível para otimizar o plano de trabalho.

Gerenciamento de risco

Você deve procurar prever quais são os riscos inerentes ao projeto e detalhar o modo como solucioná-los. Além disso, deve-se especificar as estratégias para evitar que ocorram.

Ou seja, quanto, quem, quando, como e os riscos de cada projeto do setor que necessita ser executado para realizar as estratégias do negócio.

Ademais, é essencial deixar as metas claras, com as tarefas que precisam ser feitas e por quem, além de estipular os padrões de qualidade e os resultados esperados. Essas são fases importantes para o sucesso das atividades operacionais.

A Scopi te ajuda a alcançar o sucesso empresarial!

Se você está pensando em planejamento operacional, já deve saber que o planejamento estratégico é a base para o sucesso. E foi pensando nisso que o Software Scopi foi criado!

Sua principal função é auxiliar os gestores na gestão do negócio. Com o apoio de uma tecnologia de ponta, com tudo o que você precisa em um só lugar, é muito mais fácil acompanhar as metas e resultados.

Aliás, quanto mais fácil for a gestão do planejamento e das operações da empresa, mais tempo e condições você terá para se dedicar à parte operacional da sua empresa. Então, agende uma demonstração gratuita do nosso sistema e veja, na prática, como ele pode te ajudar!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.