Método Scrum: o que é, quais suas etapas e como aplicar na empresa?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
METODO_SCRUM

O método Scrum é ideal para o planejamento estratégico de grandes e pequenos projetos. Já que o seu principal objetivo é desenvolver projetos complexos de maneira ágil e prática, com melhorias recorrentes. 

Durante a implementação de um projeto complexo que utiliza essa metodologia, é possível receber feedbacks, que garantem a melhoria do sistema antes da sua finalização. Isso aprimora, especialmente, o tempo de finalização. 

Essa solução consegue gerir com eficiência todas as etapas de um projeto complexo, e é uma importante ferramenta de otimização de processos. Ficou interessado? Acompanhe as informações sobre o que é o método Scrum e como aplicá-lo à sua realidade. 

Afinal, o que é método Scrum?

O método Scrum é comumente conhecido na área de programação e desenvolvimento de software, já que é um framework bem prático. 

Framework é uma estrutura, ou um conjunto de códigos, que une partes de um projeto que está sendo desenvolvido, ou que visa resolver um problema já existente no projeto. 

O que mais chama a atenção no método Scrum é a sua forma de realização, aos poucos, com contínuos feedbacks. Posto isso, a proposta é diminuir o tempo de desenvolvimento de um projeto em sua totalidade. 

Assim, a cada melhoria durante a construção dele, reduz o tempo da entrega final e das possíveis alterações. Esses feedbacks no método Scrum são feitos por meio dos Sprints. 

Essa metodologia monta todo um processo de gerenciamento de projeto, que pode ser visto com transparência por todos os envolvidos. Além do mais, os painéis precisam ser claros e objetivos, identificando desde os pontos que fazem o projeto ser criado, até os deadlines e pontos de melhoria. 

A transparência é fundamental para a implementação de metodologias ágeis, como é o caso do método Scrum. 

E mesmo que o gerenciamento exista, na figura do scrum master, essa solução coloca como eficiente uma gestão horizontalizada, em que os colaboradores entendam que o processo é contínuo e a sua produtividade impacta em vários setores. 

Assim, esse método é abrangente e eficaz, porque consegue abarcar todos os pontos de um projeto, dos seus objetivos, feedbacks ao longo da construção, até o final. 

Por isso, ele serve não apenas para quem está na área de tecnologia, como para o desenvolvimento de projetos de variados segmentos, inclusive pessoais. 

História do Scrum

O método Scrum foi criado pelos desenvolvedores Ken Schwaber e Jeff Suthering, em Harvard, no ano de 1993. 

Eles fizeram isso a partir de uma análise dos estudos de Hirotaka Takeuchi e Ikujiro Nonaka, que observaram o método de trabalho de grandes montadoras como a Honda. 

Com base nisso, essas empresas utilizavam uma metodologia escalonada de produção, com divisão de tempo e equipe, assim como o método Scrum.

O nome desse método, por outro lado, veio dos jogos de Rugby. No esporte, o scrum identifica a maneira como o jogo é iniciado depois de uma falta ou falha. 

Outro ponto importante é que, no Rugby, a colaboração entre equipes é extremamente importante, assim como no método Scrum. 

Dessa forma, como essa solução pensa na constante evolução do processo ainda durante o seu desenvolvimento, o nome é facilmente associado. 

Quando a metodologia foi criada, o artigo inicial indicava todos esses pontos, como a colaboração entre equipes, a agilidade dos processos, a manutenção de uma equipe enxuta. 

Porém, tudo bem orientado, além de vislumbrar o que é preciso para se ter uma empresa bem-sucedida. 

Segundo os desenvolvedores do método Scrum, além das empresas precisarem manter um custo baixo, um lucro em constante crescimento, e uma ótima qualidade, elas também necessitavam de planejamento estratégico de organização. 

Tudo isso serviria como base para tornar os processos mais organizados, ágeis e práticos, como a metodologia propõe. 

Qual a importância do método Scrum?  

A importância do método Scrum se dá pelo fato de que ele consegue entregas de qualidade em um curto espaço de tempo, com menos pessoas inseridas no projeto e mais qualidade de otimização. 

Esse conceito, portanto, é executado em períodos de tempo chamados de sprints, que variam de acordo com o projeto realizado, trazendo feedback e análise do que está sendo desenvolvido. 

Para implementar o método Scrum em um projeto, o cliente precisa ter uma lista de priorização, ou seja, do que é importante constar como plenamente desenvolvido ao final.

Essa capacidade de ser produtivo demandando poucos recursos faz da metodologia importante para projetos complexos. 

m+®todo Scrum

Quais são os artefatos Scrum?

Quando os sprints acontecem, é importante tomar decisões rápidas e eficazes. Para trabalhar isso, o método Scrum conta com os artefatos, que garantem a transparência das informações-chave. São eles:

Product backlog

O product backlog estabelece como o produto vai funcionar, as demandas que serão correspondidas por ele, e quais os objetivos finais ele deve atender. 

Como tudo no método Scrum, o produtc backlog vai ser alterado quando os Sprints acontecerem ao longo do processo. No entanto, é importante manter qual é o objetivo final do cliente para ele, em uma forma de orientar a produção.

Sprint backlog

Dentro de cada product backlog vai existir um conjunto de produtos, ou subprodutos, que vão ser executados durante cada sprint do produto, esse é o artefato do sprint backlog. 

Como o método Scrum é formado por equipes, cada uma vai determinar tempo e prazo de cada sprint. Lembrando que a metodologia conta com total transparência de processo, e esses subprodutos precisam estar sempre à mostra. 

Incremento

Tudo que é criado no processo, seja product backlog e sprint, serão incorporados no incremento, que nada mais é do que a soma de todas as atividades executadas para a obtenção do produto. 

Definição de pronto

Como o próprio nome já diz, a definição de pronto é o conjunto de checks que vão demonstrar se o incremento, que é a fase final do projeto, está pronto. 

Nele, é possível identificar se fizeram sprints corretamente, se conquistaram os objetivos iniciais, se foi suficiente e produtivo o tempo percorrido, entre outros. Essa é a fase pós-produto que determina se ele já pode ser considerado pronto dentro do método Scrum.

Método Scrum etapas: como funciona essa dinâmica?

O Método Scrum é muito utilizado em desenvolvimento de software e sistemas, por isso carrega terminologias em inglês e algumas tarefas que não são tão conhecidas amplamente. 

Mas esse método pode ser um facilitador para qualquer projeto de qualquer segmento, do pessoal ao profissional. Como prova disso, estão as suas dinâmicas descritas aqui. 

Autogerenciamento

O Método Scrum utiliza um fluxo de trabalho que demanda extremo autogerenciamento. Como as equipes são particionadas e uma depende da outra, os colaboradores vão ter autonomia para gerir seu tempo e produtividade, mas entendendo que a etapa seguinte precisará da sua. 

Portanto, esse método envolve, especialmente, a autogestão de cada colaborador. 

Product owner ou dono do produto

E mesmo que a autogestão seja um importante ponto do método Scrum, ele conta também com um avaliador do projeto, ou a pessoa que é responsável pelo cliente que solicitou o desenvolvimento. 

É ele que vai identificar se o produto atende às exigências do cliente, sendo então reconhecido como product owner ou dono do produto. 

Devteam ou equipe de desenvolvimento

Assim como o product owner, existem os devteam, que nada mais são do que a equipe que precisa ser multifuncional e multidisciplinar para atribuir funções, alocar outras e manter o fluxo orgânico de trabalho. 

Essa equipe precisa estar disposta a mudar, inclusive, de estágio e de grupo, durante o processo de desenvolvimento do produto no método Scrum.

Scrum master

A tarefa do scrum master no método Scrum é de gestão total do projeto. É ele que vai participar ativamente das mudanças de rumo do desenvolvimento do projeto, das atribuições da equipe e dos Sprints. 

Mesmo com uma gestão horizontalizada, a metodologia precisa de um gerenciamento que consiga ver, em amplitude, como está todo o processo. 

Agilidade

Quando uma metodologia promete uma gestão eficiente de projetos e desenvolvimentos, ela é atribuída ao catálogo de metodologias ágeis. Esse é o caso do método Scrum, que promete, segundo o livro do criador, “fazer o dobro na metade do tempo”. 

A agilidade é uma das características mais importantes desse processo, que faz dele um excelente otimizador de projetos. 

Foco no essencial

E como toda metodologia ágil, o método Scrum foca no essencial. Ou seja, quando um projeto se desenvolve, os colaboradores precisam retornar ao objetivo inicial para entenderem, por exemplo, a efetividade do Sprint atual. 

O essencial é aquilo que o cliente já tem no seu script e precisa ser respeitado para ser ágil sem fugir do foco. 

Reuniões de alinhamento  

Em todo projeto, as reuniões de alinhamento se fazem fundamentais. Com o método Scrum não é diferente. Elas são feitas rapidamente, diariamente, para gerar soluções pontuais. 

Esses realinhamentos pontuais, que tem um foco preciso, ajudam na agilidade do processo, já que resolvem de fato o problema ou sugestão inserida. 

Estrutura enxuta

Quanto menos pessoas dentro de um projeto, maior é a chance de alinhar rapidamente os resultados. O método Scrum visa uma estrutura estratégica e enxuta que aloca cada colaborador de maneira eficaz. 

Para uma metodologia ágil, garantir uma estrutura enxuta ajuda no processo. E enxuto não quer dizer faltante. É preciso ter a quantidade de colaboradores necessários para o desenvolvimento, sem acúmulo de função. 

Colaboração

O método em questão prevê um fluxo colaborativo para a realização do projeto. Ou seja, cada equipe precisará da outra. Então, se o trabalho não for entregue corretamente em uma ponta, a outra sofrerá. 

Por isso, é importante manter a colaboração como frente de trabalho, a fim de estimular uma auto gestão eficiente de cada colaborador. 

Transparência

A transparência é uma das características marcantes do nosso conceito. Para ser ágil e efetivo, essa metodologia precisa estar visualmente disponível, e é nisso que a transparência trabalha. 

A transparência atua de forma que todas as equipes vejam o desenvolvimento do projeto, os sprints, as falhas, correções, tudo em um único lugar, sem dificuldade de acesso. 

Adaptabilidade

O método Scrum precisa de um desenvolvimento dinâmico, que não para quando as falhas acontecem, ou quando o rumo precisa de alinhamento. Por isso, é um método que visa a adaptabilidade constante. 

Os colaboradores não podem se fixar somente em um caminho de resolução. Ou seja, é preciso criar formas de adaptar o que está sendo desenvolvido com o objetivo final. 

Quais os eventos do Scrum?

Para que o método Scrum seja eficiente, além dos artefatos que o constituem, ele tem pré-estabelecidas atividades ao longo do desenvolvimento do projeto. 

Ter eventos já determinados garante maior autonomia e transparência do processo. Por isso, identifique bem cada etapa, para que ela seja aplicada corretamente e os resultados esperados aconteçam. 

Os eventos dessa metodologia são, respectivamente, o sprint planning, a daily scrum, o sprint review e o sprint restrospective. Dessa forma, vamos pontuar tudo que cada um traz, mas antes disso, perceba, amplamente, como o método Scrum consegue determinar os passos do começo ao fim do projeto. 

Esse panorama geral é que torna uma metodologia ágil como a nossa solução versátil para os mais variados segmentos. 

Sprint planning

O sprint planning acontece sempre que um sprint ocorre. Essa é uma reunião de planejamento, que aponta as atividades mais importantes, retira o que está atrapalhando o caminho e estabelece novos rumos. 

O foco é o product backlog. Todas as atividades que precisam de execução para o desenvolvimento de etapas eficientes, exigem demandas no sprint planning. 

O scrum master deve guiar a visão da equipe para o panorama amplo, mas essa é a parte em que todos os colaboradores devem falar sobre as suas atividades em desenvolvimento, necessidades, falhas e apontar resoluções. É o começo de um sprint ágil e efetivo. 

Daily Scrum

O método Scrum entende que particionar as etapas traz resoluções mais simples que podem ser vistas mais rapidamente e executadas. 

Por isso, ele estabelece uma reunião diária rápida, com um tempo médio de 15 minutos, mas que pode ser reorientado de acordo com o tamanho do time. 

A daily Scrum, essa reunião rápida diária precisa responder algumas questões para ser produtiva, e são elas: o que eu fiz ontem? O que eu farei hoje? Eu tive ou terei algum impedimento? 

Essas perguntas precisam de respostas de todos os colaboradores, mesmo que não sejam faladas. Aqui o facilitador precisa agir de maneira rápida para estimular essa reflexão em todo o grupo. 

Sprint review

O sprint review são as reuniões depois de cada sprint. Elas têm uma função muito importante para o andamento do projeto, já que avalia o incremento que são todas as atividades executadas. 

Por mais que essas reuniões demorem mais que as scrum daily, elas também precisam de agilidade e praticidade para o fluxo. 

Todo o panorama se mostra, com total clareza, para garantir a transparência e a reformulação do andamento do projeto. 

Ao final da sprint review, os feedbacks virão, inclusive em formato de estímulo de ação. 

Sprint retrospective

A Sprint Retrospective é o momento de toda equipe. Essa é uma reunião de organização geral que acontece depois de um número de sprints. 

Nela, todos os colaboradores precisam contribuir com informações sobre o seu trabalho, detalhando, inclusive, as falhas que surgiram no caminho. 

Na sprint retrospective, comentam-se os feedbacks e, assim, analisam a partir dessa ação. O método Scrum dá muita importância para a reformulação de rotas, por isso, a adaptabilidade é uma característica dessa metodologia. 

A adaptabilidade é dimensionada nessa reunião que vai pensar, baseada na transparência, se o caminho percorrido até então para a obtenção do product backlog está sendo efetivo. 

Scrum

Como aplicar o método Scrum na empresa?

Assim que se entende o conceito do método Scrum, fica mais fácil perceber o quanto ele pode ser efetivo para a obtenção de resultados em qualquer área empresarial ou pessoal. 

Ele é um método que visa uma gestão ágil, que quando bem aplicado, garante um fluxo de trabalho menos intenso e mais efetivo. É ter uma gestão do tempo de fato eficaz

Por isso, depois de pontuarmos todos os termos utilizados por quem usa o método Scrum, separamos passos que ajudam na implementação dele em qualquer empresa de qualquer segmento. 

Designar cargos

Como a metodologia visa uma equipe enxuta, é importante analisar como é a distribuição de cargos dos seus projetos. Então, faça um diagnóstico amplo de todas as atividades e cargos atribuídos, isso vai garantir a melhoria dos passos seguintes. 

Depois de ler atentamente o diagnóstico desenvolvido, identifique quem atua com o que e quais são as habilidades profissionais mais desenvolvidas em cada colaborador.

 Reconhecer isso faz do método Scrum uma metodologia muito mais fácil de aplicação. 

Distribua os cargos pensando nas habilidades que listou, reorganize times, reveja tarefas, para que tudo ande corretamente. 

Listar prioridades

Esse é um passo fundamental para a implementação do método Scrum. Assim, saber exatamente o que se espera do desenvolvimento do projeto e dos colaboradores vai deixar tornar tudo mais transparente. 

As prioridades são aqueles pontos que não vão mudar ao longo do caminho, que se realizam para o desenvolvimento rápido. Norteiam os processos em caso de falhas e realinhamentos. 

Listar as prioridades não é só uma das atividades do método Scrum, é o que faz qualquer processo andar melhor e ter êxito quando completo. 

Planejar sprints

Os sprints são aqueles pontos que precisam de monitoramento, por isso, planeje com cuidado cada um, com reuniões rápidas, e mantendo-os sempre atualizados de acordo com o objetivo do product backlog. 

Mantendo esse fluxo alinhado com a autogestão dos colaboradores, vai fazer toda a diferença na hora de implementar o método Scrum.

Nesse processo, os sprints são pontos fundamentais, sem eles, a metodologia não existe. Então, circule essa etapa como importante. 

Fazer reuniões regulares

As reuniões regulares fazem toda a diferença para qualquer alinhamento de projeto, no entanto, no método Scrum, essas reuniões se focam na resolução de problemas em partes. 

Aquelas reuniões demoradas que não conseguem chegar a um objetivo e nem aplicar uma resolução, não são boas ferramentas. O diferencial do método Scrum é o particionamento dos problemas, um de cada vez, focados em resolver para observar outro. 

Siga o cronograma do método Scrum, com as dailys diárias, reuniões de feedbacks e as reuniões ao final de cada Sprint. 

Garantir uma base sólida para sua equipe

A garantia da base sólida por meio da transparência deixa a equipe mais segura para desenvolver as suas funções. Isso é ponto focal para o scrum master, que precisa gerenciar todo o processo e verificar o andamento das equipes. 

Os colaboradores precisam, desse modo, ter o acesso facilitado aos processos, entender todos os procedimentos e se encontrar no fluxo de trabalho. Só assim eles vão conseguir priorizar as entregas. 

Por isso, também, para implementar o método Scrum, a transparência se faz tão necessária. 

Como a Scopi atua na implementação do método Scrum? 

O Scopi tem um módulo de gestão de projetos que permite aplicar o método Scrum. Além de recursos comuns a um software de gestão de projetos, como gráfico de Gantt, com todo o cronograma do projeto e método Kanban. 

Ademais, o Scopi permite atribuir um peso (esforço) para cada ação. Sendo assim, a soma do esforço de cada ação gera o total de planejamento e execução em uma determinada fase que equivale a um sprint. 

Assim, é possível acompanhar todo o andamento da execução dos sprints, das suas respectivas ações e dos seus responsáveis. 

Lembrando que o Scopi avisa quando uma ação foi encerrada ou está em atraso. Isso tudo e muito mais você pode conhecer numa apresentação do Scopi

Portanto, agende uma demonstração gratuita e veja, na prática, como ele pode te ajudar, tanto na aplicação do Scrum como na gestão do seu planejamento estratégico. Tudo em um só lugar e fácil de usar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.